Polícia enjaula milicianos em Queimados

Na última terça-feira (5), policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam três pessoas que são suspeitas de fazer parte de uma milícia conhecida como “caçadores de ganso”. O grupo cometia os crimes há três anos, no Bairro Parque São Jorge, em Queimados.

Durante a operação, foram presos Wellington Cláudio Lucent e João Carlos Lustosa da Costa que estavam armados dentro de um carro na hora da abordagem, e Carlos André Von Helsing Ignácio que foi detido dentro de sua casa.

Eles são suspeitas de serem responsáveis por mais de dez mortes. A operação levou a polícia até uma casa construída no condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, onde foi encontrado  fardas da PM, coletes balísticos com brasão da corporação, máscaras e munições.

Também foram apreendidos na operação, três pistolas, dois revólveres, algemas, 77 balas de fuzil calibre 762, placas de carro e contabilidades da milícia. os papeis encontrados com a contabilidade do grupo, mostra cobrança de taxas de mototaxistas e venda de sinal de TV a cabo clandestina.

“Não temos dúvidas que as prisões vão ajudar a diminuir o número de homicídios. Além disto, vamos pedir que exames de confrontos balísticos sejam feitos com as armas apreendidas para saber se elas  foram utilizadas em assassinatos que estão sendo investigados” disse Giniton Lages, delegado da DHBF.

 

[Créditos da foto: Reprodução] 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *