Criança baleada durante arrastão em Caxias tem morte cerebral confirmada por médicos

Mais um inocente entra para a triste estatística da violência no Rio de Janeiro. O garoto Renan dos Santos Macedo, de apenas oito anos, que foi baleado na cabeça durante um arrastão em Duque de Caxias, no último domingo, teve a morte cerebral confirmada por médicos e pela Polícia Civil. Ele estava internado no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna.

Segundo a equipe médica, durante a madrugada Renan teve diversas paradas cardíacas e sua sobrevivência era considerada difícil, quase um milagre. O delegado Sérgio Caldas, diretor do Departamento Geral de Polícia da Baixada Fluminense, teria recebido a informação da morte do garoto, através do hospital que transmitiu para o 60º DP (Campos Elíseos). Entretanto, às 17h32 de ontem, foi confirmada por médicos a morte encefálica da criança. A unidade avisou ao DGPB que alertou a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, para que esta assuma as investigações.

Tudo aconteceu quando o pai do garoto passava de carro próximo a favela do Retão, em Duque de Caxias. Segundo ele, criminosos estavam fazendo um arrastão para roubar veículos e, numa tentativa de fuga, ele manobrou o carro e os bandidos atiraram contra o veículo. Na ação, uma das balas atingiu a cabeça de Renan que foi levado às pressas para o hospital.

“Assim como a direção e toda a equipe médica do hospital, a Secretaria de Estado de Saúde lamenta a perda da família, presta solidariedade neste momento de grande dor e segue à disposição dos pais e familiares”, informou a pasta, em nota, na noite desta segunda.

Transtornados com a situação, a família do pequeno Renan disse estar perdida com a situação e agradeceu o trabalho dos médicos. ” Eles fizeram tudo o que puderam fazer, foram bem transparentes. O Renan lutou até a última hora, agora, a gente só pede que continuem as orações para o pai e para a mãe. Eu não sei nem como vai ser o meu acordar de amanhã, mas, infelizmente aconteceu essa fatalidade. A gente não sabe o que vai acontecer daqui pra frente”, declarou o irmão de Renan, Leonardo Macedo. 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *