Confirmados dois casos de febre amarela em humanos no estado do Rio

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que foram confirmados dois casos de febre amarela em humanos no estado do Rio de Janeiro nesta quinta (11), após exames laboratoriais feitos pela Fiocruz. Um morador de Teresópolis morreu e o outro paciente, morador de Valença, encontra-se internado.

De acordo com a Secretaria, a cobertura vacinal nos municípios de Teresópolis e Valença é superior a 80%, e a SES já disponibilizou doses suficientes para vacinar 100% da população das duas cidades, recomendando às prefeituras que intensificassem a vacinação, especialmente nas áreas de mata. Mas, os municípios não fazem parte dos 15 que serão alvo da campanha de vacinação anunciada esta semana pelo Ministério da Saúde, que terá início no dia 9 de fevereiro.

A Secretaria reforça a importância das pessoas que ainda não se vacinaram buscarem um posto de saúde próximo de casa para serem imunizadas. Até agora, os casos registrados foram o do tipo silvestre, que são transmitidos pelas espécies de mosquito Sabethes e Haemagogus, que povoam as áreas com mata. A forma urbana da doença, transmitida pelo Aedes aegypti, não é registrada no país desde 1942.

Segundo a nota, a SES vem adotando medidas preventivas desde janeiro de 2017. “Antes mesmo de registrar os primeiros casos no território fluminense, a Secretaria iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a febre amarela principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença). Vale destacar que, desde julho do ano passado, todos os 92 municípios do estado já estão incluídos na área de recomendação da vacina e a campanha de vacinação permanece.”

Para mais informações sobre a doença, acesse www.febreamarelarj.com.br.


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *