HERÓI E VILÃO

“A crosta de maldade é densa. O Brasil virou um país onde a desordem virou um bom negócio. Um grande balcão de negócios.” Foi assim que o jornalista do SBT, Fabio Barretto, iniciou um texto no Facebook, nesta terça (6), depois de trabalhar em nove reportagens investigativas que culminaram em uma operação da Delegacia Fazendária e Ministério Público contra o presidente da Câmara de Mesquita, Marcelo Biriba (PRB), e seu grupo político.

De um lado, Fabio, repórter considerado um herói pelo povo mesquitense. De outro, Biriba e os vereadores de seu time, chamados por muitos nas ruas e redes sociais de “vilões”.

Durante todo o período em que as matérias foram ao ar, Biriba insistia em dizer que os fatos estavam sendo manipulados pela mídia, tentando desqualificar a emissora, que, segundo Fabio, sempre deu direito de resposta aos parlamentares. Mas, eles preferiam depreciar os jornais através de vídeos em redes sociais e discursos na tribuna.

Depois que o SBT divulgou denúncias sobre o desvio de dinheiro público na Câmara, o presidente postou um vídeo em uma rede social onde dizia: “Quero afirmar a vocês que não passa de mentiras e inversões maldosas […] É lamentável ver as pessoas perdendo tempo, criando falsas denúncias, espalhando boatos”.

Em seu texto, Fabio Barretto continuou: “Tentaram apedrejamento e contrapor as matérias onde nada deixou de estar documentando, provado, aprovado por juristas e comentado por especialistas. O respaldo é inquestionável”.

Depois das denúncias, uma ação conjunta entre Delegacia Fazendária e Ministério Público caiu sobre a Câmara. Na manhã de ontem (6), cerca de 16 policiais foram cumprir mandados de busca e apreensão nas casas de Biriba, Amaury Trindade (PTB), e na Câmara, para reunir provas dos crimes a eles associados, que são: peculato, associação criminosa, fraude em procedimentos licitatórios e lavagem de dinheiro.

E Barretto escreveu: “Quem chancelou o nosso trabalho, até como resposta, foi a Delegacia Fazendária, que em conjunto com agentes do Ministério Público, desencadeou mandados de busca e apreensão contra os vereadores suspeitos”. Para ele, a verdade sempre vence: “Chegamos a um ponto de esperança para banir da vida pública aqueles que somente querem se aproveitar do sofrimento alheio. Chega”.

Para concluir, o jornalista relembrou que o que é do povo, deve ficar com o povo. “Lembrando que dinheiro público tem dono: é do povo, sem discurso demagógico ou de palanque, precisa ser prestado a conta para quem paga esses impostos. Justiça SEMPRE”, escreveu, depois de agradecer o carinho dos mesquitenses indignados com a atual situação política da cidade.

 

 

[Foto: Reprodução] 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *