Juíza do quadro da Fifa comanda curso de arbitragem na baixada

Você tem curiosidade para saber como funciona para formar um árbitro de futebol, mas nunca teve a oportunidade de entender? Pois a chance é agora! No dia 4 de novembro acontece o segundo curso de arbitragem da Baixada Fluminense, em São João de Meriti.

Os candidatos interessados podem enviar um email com os dados para cursodearbitragemsxdoapito@hotmail.com, preenchendo o nome completo, RG, identidade, CPF, data de nascimento, número do PIS, endereço, e-mail, contato e se já teve alguma experiência com arbitragem. O curso começa às 9h, no Campo do União, que fica na Rua Fernando Rodrigues, no bairro do Grande Rio, em São João de Meriti. Os alunos poderão passar pelo estágio prático da copa Simone Xavier, uma espécie de estágio. Quem comanda o evento é a árbitra Simone Xavier de Paula e Silva, instrutora da CBF e da Ferj, que chegou ao quadro Fifa e permaneceu por lá durante oito anos.

É com essa motivação que Simone pretende olhar para os talentos da Baixada e formar novos árbitros. “Mesmo que você não faça uma carreira oficial, é uma oportunidade. A demanda é muito grande na Baixada e como as pessoas sabem que trabalho com arbitragem sempre me procuraram para fazer indicações, então unimos o útil ao agradável, vamos ajudar as pessoas a melhorar a sua qualidade de vida e ao mesmo tempo fazer nossa parcela de ação social”, destacou.

Simone começou a carreira em 2000, quando cursava Educação Física e foi chamada para participar de um torneio de futebol para crianças e adultos. Naquele momento, a escola de arbitragem do Rio de Janeiro ofereceu bolsas e Simone se inscreveu, ganhando uma de 100%. “Ganhei bolsa de 100%, mas não me via apta a isso. No último dia do curso, o diretor Carlos Elias Pimentel sorteou uma camisa de um jogo que ele apitou na Copa Sulamericana, fiz uma oração e disse para Deus que se fosse para eu seguir esse caminho, ganharia o sorteio da camisa, dito e feito”, contou.

Simone Xavier de Paula e Silva, instrutora da CBF e da Ferj | Foto: Cléber Junior

Desde então, sua carreira foi se solidificando e seu nome ganhando evidência em cenário regional. Com mais de 500 partidas apitadas, Simone destaca uma partida entre Flamengo 4×1 Friburguense, no qual comandou o jogo com uma equipe feminina e os olhos do Brasil inteiro se voltaram para ela. “É muito surpreendente e extraordinário. Sou negra, sou da periferia, da Baixada Fluminense e cheguei onde cheguei. Foi muito bacana. Tive uma carreira surpreendente para mim. Hoje eu consigo promover mudanças na vida das pessoas através da arbitragem”, concluiu.

 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *