CONEXÃO GERAL – Davi de Castro

Motorista de ambulância agora é profissão

A profissão de condutor de ambulância é reconhecida no Estado do Rio de Janeiro. A lei 7566/17, de autoria dos deputados Luiz Martins (PDT) e Milton Rangel (DEM), foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo, do dia (5). A atividade já é reconhecida pela Lei Federal 12.998/14, que alterou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), incluindo o artigo 145-A, que prevê a necessidade de curso especializado, com atualização a cada cinco anos, para a função.

Carlos Ferreira

A prefeitura de Nova Iguaçu anunciou que, através do programa de Refis, que está sendo iniciado, o município terá a maior arrecadação de sua história. Carlos Ferreira, o Ferreirinha (PT), secretário de Fazenda e vice-prefeito, trabalha sem fazer barulho.
Festa das Mães

Projeto Social Musicando Crianças, na Avenida São Paulo, em Mesquita, faz festa no dia 13, para comemorar o Dia das Mães. A diretora Raquel da Silva, que cuida de 70 crianças, avisa que será um dia de brinquedos, prêmios, almoço e palestras.

Pela reforma

Contra as reformas da previdência e trabalhista, e a greve geral do dia 28, foram 37 dos 46 deputados federais do Rio, além do senador Romário (PSB), segundo o panfleto distribuído no estado pelos sindicatos que promoveram a greve.

Rosângela Gomes quer trabalhador livre

A deputada federal Rosângela Gomes (PRB), coordenadora nacional do PRB-Mulher, lembra que em outros países, a contribuição sindical não é obrigatória. E os sindicatos ainda pagam plano de saúde, odontológico, cursos e treinamentos dos trabalhadores, além de salário pelo tempo em que ele estiver desempregado. Aqui no Brasil, os sindicatos arrecadam a contribuição desde 1943. A reforma torna a contribuição sindical opcional. Ela só poderá ser descontada do salário do trabalhador se ele autorizar por escrito. Ou seja, ele paga se quiser.

Fez e desfez

O deputado Felipe Bornier (PROS) disse na propaganda eleitoral da TV que enviou emenda de R$ 5 milhões para a Saúde de Nova Iguaçu. O prefeito Rogério Lisboa (PR) contou que o deputado se esqueceu de dizer que já retirou a emenda.

Enfermeiros

Projeto de lei da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) determina que para assumir cargos de chefia em hospitais de emergência, enfermeiros deverão ter certificado de especialista na área. Quem já está em função de gerência terá 2 anos para se adequar.

Nem vem…

Ao reunir o pessoal da Saúde, na semana passada, para falar sobre a metodologia de gestão do seu governo para o setor, o prefeito de Mesquita, Jorge Miranda (PSDB) disse que quem que atacar o governo a fim de achacar, “vai morrer de fome”. 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *