Pesquisadores de universidades cariocas criam questionário para reduzir a subnotificação de Covid-19

Pesquisa começou nesta terça (12) e é dirigida a toda população fluminense, sob analise de cientistas da Uerj, UFRJ e Fiocruz

Reduzir a subnotificação de casos de covid-10 no estado. Este é o objetivo do questionário digital elaborado por cientistas da Comissão RJ no Combate à Covid-19, a “Comissão de Notáveis”, que reúne pesquisadores da Uerj, UFRJ e Fiocruz.  A pesquisa, coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), começou a ser feita nesta terça-feira (12/5).

O processamento e a análise em tempo real de dados sobre o número e a localização de casos suspeitos ou confirmados e dos óbitos relacionados à doença serão colhidos por meio de questionários digitais gratuitos, dirigidos a toda a população fluminense.

O preenchimento do formulário é voluntário e a participação popular é de fundamental importância para a atuação de cientistas e profissionais de saúde, além de contribuir para que o Governo do Estado possa agir antevendo situações com números atualizados e precisos.

“Com os dados obtidos, será possível formar um banco de dados vivo que, em tempo real, vai gerar resultados estatísticos capazes de oferecer um melhor direcionamento das condutas públicas em prol da população” afirmou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues.

À frente da coordenação das atividades, a subsecretária de Ensino Superior, Pesquisa e Inovação, Maria Isabel de Castro Souza, explicou que o paralelo entre o percentual de casos notificados e subnotificados permitirá às autoridades de saúde aperfeiçoar suas práticas.

O questionário, disponível no link bit.ly/indicarcovid19, solicita informações sobre contato com infectados e sintomas, entre outros questionamentos.  A ferramenta solicita dados como CPF e CEP, para que não haja duplicidade de informações e se obtenha um resultado confiável. Vale lembrar que dados pessoais não serão divulgados em nenhuma hipótese. 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *