Morto em tiroteio em Magé trabalhava em supermercado

Segue misteriosa a morte de Henrico de Jesus Viegas de Menezes Júnior, de 19 anos. O jovem fora atingido durante um tiroteio entre a polícia e bandidos nessa segunda-feira (13) e, de acordo com a Prefeitura de Magé, já chegou morto ao Hospital Municipal.

De um lado, amigos da vítima dizem que o jovem era repositor em um supermercado e fora executado pela Polícia Militar. Já a PM afirma que encontrou armas e drogas com o jovem, que vivia na comunidade Terra Nova, no Bairro Lagoa.

Em reação que que classificaram como “covardia”, moradores da localidade foram ao Centro da cidade para protestar. Eles chegaram a invadir a sede da Prefeitura, que foi depredada. O clima de tensão fez com que ônibus e caminhões de coleta de lixo fossem recolhidos por volta das 20h, uma vez que havia temor de que a revolta pudesse levar a incêndio nos veículos.

Em nota, a PM afirmou que manifestação foi contida no final da noite. Ninguém foi preso. Também não há relatos sobre feridos.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense registrou o caso como homicídio decorrente de intervenção policial e não fez perícia no local do crime. A família do jovem deverá prestar depoimento nos próximos dias. 


Faça Comentários pelo Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *