Mesquita cria comissão para avaliar regularização de salários

Soluções para a herança maldita da gestão de GG já começaram a ser discutidas pelo novo governo (Foto: Lélio Neto/Conecta Baixada/Arquivo)

Na primeira semana de governo, Jorge Miranda (PSDB), prefeito de Mesquita, pediu paciência aos servidores com salários atrasados. Herança indesejada da gestão de Gelsinho Guerreiro (PRB), o primeiro passo para a regularização dos vencimentos e depósito de retroativos foi dado nesta quinta-feira (5), com a instauração de uma comissão para avaliar caminhos de normalização.

O grupo, composto por secretários e servidores, será responsável pela elaboração de plano de ação para quitação das folhas de pagamento em atraso (Novembro, Dezembro e 13º salário do ano passado. De ante-mão, o governo afirma que não dispõe de “saldo financeiro para cumprir com as obrigações legais e contratuais oriundas da gestão anterior”.

A equipe será integrada por Bruno Bondarovsky, secretario Municipal Adjunto de Planejamento; Nicola Fabiano Palmieri, controlador geral do município;  Eduardo Costa de Oliveira; Thaís dos Santos de Lima, secretária de educação; Alexandre Alves Ferraz, subsecretário de Administração; Isabelle da Cruz e Silva Guimarães; Marcus Spezani Pereira Sousa; José Roberto Fernandes Junior; Leandro Quaresma Guedes.


Faça Comentários pelo Facebook!

Um comentário em “Mesquita cria comissão para avaliar regularização de salários

  • 9 de janeiro de 2017 a 18:15
    Permalink

    Isso inclui comicionados pois os meses de novembro e Dezembro não foram pagos,porém já existe o contracheque online e a Folha Folha pagamento pronto do mês de novembro,gostaria que a equipe do conecta pusesse averiguar com o atual prefeito.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *