Moradores protestam contra aumento de assaltos e homicídios em Mesquita

Amigos e familiares de jovem morto em tentativa de assalto vão às ruas pedir mais segurança

Cerca de 100 manifestantes protestaram contra o aumento da violência em Mesquita, na manhã dessa terça-feira (31). Carregando cartazes e gritando palavras de ordem, amigos e familiares de Otávio Andrade, de 18 anos, morto durante uma tentativa de assalto na madrugada de domingo (28), caminharam da Praça da Telemar, no Centro de Mesquita, até a frente da prefeitura, onde exigiram a presença do prefeito Rogelson Sanches Fontoura, o GG. O protesto foi acompanhado a distância por policiais militares e guardas civis municipais.

“Até quando vamos continuar vivendo essa insegurança? Meu filho foi mais uma vítima de toda essa violência do Brasil”, disse a professora Adriana Abreu, de 42 anos, mãe do rapaz.

Por volta das 11h, alguns manifestantes e um funcionário da prefeitura discutiram quando os manifestantes passaram a gritar palavras de ordem, atribuindo a culpa da violência ao secretário de segurança e ao prefeito.

“O prefeito não tem culpa do aumento de assaltos e homicídios na região. Quem tem culpa são os pais que não educam direito seu filhos”, disparou em defesa da prefeitura, o suposto servidor, que por pouco não acabou agredido por um grupo de manifestantes.

Otávio foi morto durante uma tentativa de assalto, na madrugada de domingo. Ele tinha saído de uma festa com uma amiga para buscar outras duas amigas no ponto de ônibus, próximo à passarela da estação de trem Presidente Juscelino Kubitschek, quando foi abordado pelos criminosos, que atiraram contra o rapaz. Ele chegou a ser socorrido por amigos, mas não resistiu aos ferimentos.

“Ele era um rapaz cheio de sonhos. Ia fazer faculdade esse ano. Agora, tudo está acabado. Eu fico pensando, pra quê Olimpíada? Pra quê esse dinheiro todo gasto para maquiar o estado se a segurança que é mais importante a gente não tem”, desabafou o pai da vítima, Tadeu de Andrade.

 


Faça Comentários pelo Facebook!

Um comentário em “Moradores protestam contra aumento de assaltos e homicídios em Mesquita

  • 31 de maio de 2016 a 17:06
    Permalink

    Não acredito, que eu realmente li isso “O prefeito não tem culpa é sim os pais que não sabem educar seus filhos”.. Mais e claro que o prefeito tem culpa sim, pois ele é o “responsável” pela segurança do município. Mas é claro que alguns pais também tem culpa por não educarem seus filhos a serem homens honestos, mais no caso do Otávio não faltou ensinamentos por parte dos pais. Ou seja, quando vamos ter que conviver com essa barbárie toda? Sr.Prefeito, acoooooorda a realidade está batendo na sua porta.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *